Amicus Plato, sed magis amica veritas. Ao fim do Estado Novo predominou a “força do hábito” e faltaram as “disposições designadamente revogatórias”, como vêm sempre faltando nas tímidas e superficiais mudanças políticas ao longo da história nacional. Mais felizes foram a Itália e a Alemanha, que viram toda a antiga legislação totalitária expressamente revogada, iniciando-se um novo período institucional sem compromissos com o passado recente.